3 Trutas com GRANDE RECORDE! – por Cláudio Morais

Este ano foi ingrato no que toca à pesca à truta, por ter coincidido com o confinamento obrigatório e respetivas restrições precisamente nos meses fortes desta pesca (Março-Abril).

Com Maio já bem lançado e depois de uma primeira investida que deu em grade, as hipóteses de capturar uma truta este ano estavam a ficar cada vez mais escassas. Foi então que desafiei o Rúben para experimentarmos uma ida até ao Mondego e ver se enganávamos umas trutas.

A manhã estava fresca, talvez fresca demais para esta altura, com o nevoeiro a tapar qualquer raio de sol. O rio parecia um espelho, de tão parado que estava!

Começamos a pescar e a experimentar alguns pontos mais interessantes, mas as trutas não davam sinal. Decidimos então subir um pouco e ir para outra zona. Ao fazer os primeiros lançamentos, sinto umas prisões de algas bem lá ao longe, mal a amostra caía na água.

Acabo eu de comentar «isto está cheio de algas, vou ter que trocar para um vinil» levo uma pancada e aí está! A primeira truta do dia (e deste ano)!

Primeira truta do ano!

Bela truta de 38cm!
Truta capturada com Powertail 64

Peixe libertado, faço mais alguns lançamentos mas realmente não havia forma de pescar com tanta alga. Entretanto voltamos a mudar de sitio, indo rio abaixo conforme as margens deixavam pescar.

Com a água pela cintura e num spot complicado para chegar, eis que acontece algo…

Faço um lançamento longo, bem puxado e começo a trabalhar o powertail 64 com vigor. Sinto uma pancada, mas não ferrou!

Acabo de dizer «tive um ataque» e nem 2 segundos depois… O mundo pára, enquanto a cana dobra TODA!

Apenas sinto puxões fortes, brutos. O peixe dá um salto bem alto e estrondoso a meio do rio.

Depois do salto ainda fiquei a pensar se era mesmo possível ser uma truta, porque a luta era bem bruta e forte, sempre dentro de água.

Mas quando chega perto de nós…

QUE TRUTÃO!!

Eu assim que a vi só comentei «eu não tenho rede para isto» e tive que respirar bem fundo para acalmar e tentar não me precipitar – um erro meu e já era.

A truta sempre cheia de vida começa a encostar-se a nós e de repente…. Passa pelo meio das minhas pernas. Temi o pior! Se a fateixa toca nos vadeadores, é o fim de tudo – vadeadores, pesca, truta, tudo!

Por sorte (demasiada sorte) acabou por não tocar em nada e quando voltou a passar pelas pernas, apanhei-a… E meus senhores, que TRUTÃO!

Uma grande truta!
Truta de 51cm – capturada com Powertail 64 Black Gold
Beleza de truta!

Fiquei um bocado a admirar aquele belo peixe de 51cm – sim, 51cm de truta! Um novo recorde num dia em que o objectivo era apenas apanhar a primeira truta do ano. Quem diria…!

Não dá para conter a alegria!
Mega truta de 51cm!

Depois de registado o momento, veio a libertação. Noutras mãos talvez não tivesse a mesma sorte. Espero que o reencontro seja em breve e com mais uns quantos centímetros!

Eu nem queria acreditar que aquilo tinha acabado de acontecer, para mim já estava mais que feita a pesca!

O Powertail do recorde!

Obviamente não parámos pois eram apenas 10h e ainda havia mais para pescar.

E como não há duas sem três… Passado cerca de 1h e já num novo spot, mais uma bela truta! A pancada que elas mandam é sempre tao bruta, tão violenta… É impossível não ficar viciado com isto!

Mais uma bela truta de 40cm!
3 trutas num só dia, que sonho!

Depois desta captura demos por encerrada a pesca matinal. Fomos para a beira do carro almoçar enquanto se definia o plano para a tarde.

Tomada a decisão fomos para outros lados experimentar, a ver se a tarde era tão produtiva como a manhã.

Pouco depois de começarmos, ferro uma pequena truta que acaba por desferrar-se logo de seguida…

Entretanto avistamos uns barbos de cima da ponte e estava eu a tentar enganar um deles quando uma trutinha sai disparada debaixo de uma pedra para atacar o vinil – também se desferrou.

«Se de manhã ferrei 3 e tirei 3, por este andar agora à tarde ferro 3 e perco 3!»

Dito e feito, mais uma vez quando nada fazia prever! Um valente barbo a comer na margem, atiro um vinil e quando passo perto de uma ramada, sai uma truta disparada e rapidamente para lá voltou porque…

Exacto, desferrou-se 🙂

Foi um dia fantástico, inesperado e que acabou por dar-me boas capturas, tanto em número como em qualidade, já para não falar do grande recorde!

A pesca é isto… E eu adoro!!

Deixo-vos aqui o vídeo das capturas, espero que gostem!

 


Deja una respuesta

Su dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados *

Puedes usar estos HTML etiquetas y atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

soporte@donpesca.com
Generated by Feedzy