Nova Investida… – por Pedro Nunes

“Surfcasting”

Boas pessoal!

Um dia destes fui almoçar à casa do meu amigo Zé, um daqueles almoços que se estica até à hora do lanche ajantarado, aquilo é comer e beber até cair de cu 😃

Bom, conversa daqui e conversa dali acabamos por combinar uma pesca num dia que eu já tinha em mente. Ao longo da viagem fomos trocando ideias sobre o pesqueiro em que íamos atacar, previa-se um final de tarde nublado e o mar a cair, desta vez montamos um abrigo para comer e descansar um pouco a meio da noite e depois fazermos a viagem de volta em melhores condições.
Em pleno entardecer instalava-se uma bruma húmida que noticiava a noite que tínhamos pela frente, noite essa que começou com animação e pagode para a foto da praxe, mas sem sinal de peixe em qualquer uma das quatro canas, melhores condições não se podiam pedir. Este camarada foi quem me levou pela primeira vez à pesca tinha eu 10 anos, depois disso levou-me mais algumas centenas de vezes, hoje em dia sou eu que o levo a ele hahahaha… Entretanto a noite foi passando com poucas capturas para ambos e algumas devoluções, iscas diferentes, lançamentos a várias distâncias e até que resolvemos tirar ali um par de horas para comer qualquer coisa e esticar o esqueleto, na pesca pode-se gastar toda a energia até quase à exaustão sem obter qualquer resultado, mas também podemos apanhar um peixão daqueles que vai ficar na nossa memória para toda a vida como uma boa recordação daquele momento e são momentos desses que eu procuro na pesca, para além de outras tantas coisas boas que a pesca me proporciona.

De manhã cedo e já com tudo arrumado houve tempo para registar a minha parte, uma pesca com pouco peixe mas de bom tamanho como mostra a comparação, para a próxima será melhor mas também já foi pior, é o que todos nós dizemos quando não ficamos bem satisfeitos com o resultado final hahahaha…

Íamos com fé nas douradas mas só apareceu esta e calhou-me a mim, estes exemplares que já têm reservas suficientes para suportar o Inverno e a desova há muito que começaram a rumar à fundura do mar aberto e concentram-se por vezes em grandes cardumes/bolas.

Agora era hora da parte mais chata da pesca que é a viagem de regresso à Selva Urbana 😕

Bom mas nem só de pesca são os dias que passo junto ao mar, aqui neste caso e não no mar mas sim na ria aproveitei para fazer uma maré de búzios e canilhas…

Neste dia e aproveitando as marés vivas troquei os búzios pelos lingueirões
Um dia destes fui jantar à casa de um amigo e fiz um arroz de lingueirão à Lobo, gosto de deixar este arroz seco e acompanhar com salada de alface com muita cebola e uma garrafinha de tinto, um gajo também tem de comer alguma coisa, atão 😋

Bom pessoal por hoje é tudo, portem-se bem e até à próxima…

 


Deja una respuesta

Su dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados *

Puedes usar estos HTML etiquetas y atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

soporte@donpesca.com
Generated by Feedzy