Dias de Tormenta – por Pedro Nunes

“Surfcasting”

Boas pessoal!

Este tem sido um Inverno à antiga, com mares fortes, vento e chuva, coisa que muitos já não estavam habituados, são elementos da Natureza que fazem falta apesar de alguns danos que possam causar em algumas zonas…

 No que diz respeito às minhas jornadas de pesca não tenho assim nada de especial para contar, apesar de algumas investidas, tenho escolhido mal os dias e os locais para pescar, onde eu quero ir o mar não me deixa pescar à vontade e então para não andar a gastar gasóleo e a fazer kms em vão tenho ficado por outras paragens mais perto de casa só para esticar as canas e “treinar”, esperando sempre que algum milagre aconteça, mas os milagres não querem nada comigo 😆

Há uns dias atrás em que a Costa Sul foi abençoada por umas boas tormentas, aceitei o convite de um velho amigo para irmos esticar as canas e ver se andavam por lá alguns peixes aventureiros, logo de início e antes de nos fazermos ao caminho verificamos que o mar ainda era muito apesar da descida que as previsões apontavam.

Mesmo assim decidimos ir para onde tínhamos pensado e se desse dava se não desse só nos restava arrumar o material e voltar para casa, ao início ainda pescamos bem apesar do vento forte que se fazia sentir na nossa cara, mas com o avançar da maré o mar não desceu como prevíamos e a corrente lateral ganhou força com a enchente, o que impedia as pescas de se fixarem, até mesmo com chumbadas de garras por vezes o meu camarada tinha dificuldades em mantê-las no sítio, para ajudar à festa começou a entrar algas enormes que trazidas pela forte corrente faziam as pescas encostarem a terra e a uma dada altura decidimos que o melhor que fazíamos era arrumar tudo e dar à sola porque nem tão cedo aquilo iria melhorar e assim foi…

Poucos mas bons como se costuma dizer, esta foi a minha conta e foram tirados enquanto o mar ainda deixava pescar…

O meu camarada desta jornada foi o Manuel Mestre mais conhecido por “Necas” é um amigo de longa data e já nos conhecemos há cerca de 30 anos, ao longo da vida o destino tem-nos cruzado em vários caminhos com algumas paixões em comum, no início dos anos 90 foram as ondas ele no surf e eu no bodyboard, uns anos mais tarde foi a columbofilia ele pela parte do avô e eu pelo meu tio, e agora é na paixão pesca que nos encontramos mais uma vez, entretanto já fizemos mais uns lançamentos juntos mas nada de mais, valeu a companhia que é do melhor…

Bom, mas apesar de tudo e de nem sempre o peixe aparecer, já na apanha da maré sai sempre qualquer coisa, umas vezes mais e outras menos, neste dia ainda apanhei meia dúzia de lingueirões…
À vinda para terra parei ali num cantinho e ainda tive tempo de apanhar uns berbigões misturados com umas ameijoinhas
Um dia destes a passear aqui na Ria tropecei em dois polvos que tiveram de vir comigo, na altura nem me lembrei de tirar uma foto aos maganos, mas assim que os descongelei levaram logo com o flash 😆
E por falar em polvos, um gajo também tem de comer alguma coisa, atão 😂

Bom pessoal por hoje é tudo, o peixe foi pouco mas não queria deixar de registar aqui este dia que até foi bem passado e em boa companhia, tal como disse no início da minha temporada, a fé não era muita e já já está o Inverno passado aqui no Sul do Sul, isto agora é num abrir e fechar de olhos que se instala a Primavera.

Haja saúde e até à próxima.

 


soporte@donpesca.com
Generated by Feedzy